A FAMÍLIA E O LEGADO

Emídio Fortuna, o mais velho de nove irmãos, começou a trabalhar numa adega local muito novo. Desde cedo aprendeu a preparar os lotes de vinho e bebidas espirituosas na adega.
Quando em 1950 adquiriu a fórmula e o espólio do licor Arrabidine, registou-o como hoje se conhece: Arrabidine- Segredo dos Monges da Arrábida.

Este foi apenas o princípio de uma vida repleta de experiências. O seu espírito empreendedor, curioso e audaz levou a que os licores fossem uma actividade familiar e empresarial paralela (sendo a principal os refrigerantes), até meados da década de 80, altura em que o Arrabidine começou a ser produzido apenas para Reserva Pessoal.

Os seus filhos e netos continuaram a fazer e a apreciar os licores em família, a conhecer os diferentes tons de cada néctar e a apreciá-los, conhecendo a história que contavam e tornando-as parte da sua vida e realidade. E quiseram mais, partilhá-las com mais gente e dar a conhecer estes licores, histórias e realidades.

A história dos licores na família Fortuna começou há duas gerações, com a aventura de um homem ao fabricar um licor outrora conventual.